A Voz da Forma

"Procuro pela imagem unificar numa mesma voz a expressão da forma humana e a forma da natureza em “estado vivo” porque brilhou diante dos meus olhos, porque nela encontrei, interiorizando, um movimento, um código de sons que vibram em mim, num eterno presente, na absoluta perenidade.

 

Mergulho primeiro na amplitude da vastidão laranja e os meus passos penetram no solo duro de um lago branco e seco. Na areia suave e insinuante, os meus pés caminham ao compasso de cada respirar meu.

 

Silencio no silêncio, desenho a cada passada o trilho daquela caminhada em total solitude, que se inscreve naquele retalho de vida que retenho, aprofundo, e teimosa e avidamente desejo guardar na minha alma.

 

Através da câmara fotográfica inspiro-me naquelas formas que se me deparam, e torno-as imortais.

 

Um mundo de formas ergue-se: árvores, galhos e galhos centenares, que em tempos de maior vida se vestiram, mas escondem em si a intensidade da história que se ouve contar num encantamento surdo. A sua forma e a sua textura são moldadas pelos ecos de um milhão de vozes e de palavras. Escondem o oculto que sentimos vivo. O tempo voou, mas não quebrou o majestoso deste entrelaçar.

 

Descubro assim a beleza inóspita destas formas que são de uma riqueza fabulosa, se atentos estivermos para o que diante de nós está, muito para além do olhar.

 

Depois, junto a expressão da forma humana destes corpos negros que imediatamente entram em mim pelos contornos, tons e jogos recônditos.

 

Confronto as duas formas e percebo que se unem harmoniosamente numa mesma voz.

Percebo que, entre o humano e a grandeza da diversidade do ambiente, está a mesma força da natureza que se inscreve na riqueza de expressão, pela forma, e mergulho num cenário harmonioso, de magnitude e beleza.

 

Sintam esta mensagem através desta comunhão de imagens."

 

A VOZ DA FORMA

Clara Ramalhão

Clara Ramalhão Photography copyright © 2011

email: clararamalhao@gmail.com

  • Facebook